Bruxismo pode se intensificar durante a pandemia


Como você já sabe, a pandemia da Covid-19 ofereceu uma série de mudanças em nossas vidas, aumentando nossas preocupações. Em meio a tantas incertezas, o isolamento social e a insegurança financeira, é esperado que alguns problemas de saúde surjam na população em geral e em seus pacientes, incluindo estresse e ansiedade. De quebra, isso pode ocasionar o surgimento do bruxismo ou uma piora no quadro de quem já sofre com a disfunção. 

De acordo com artigo publicado pelo Dental Cremer, a pandemia registrou aumento nos relatos de pacientes em relação ao bruxismo e ao apertamento dental, com observações comprovadas clinicamente. Entre os fatores estão justamente a ansiedade e o estresse proporcionados pela crise sanitária no país. Você já notou essa mudança nos pacientes de sua clínica? 

O tratamento do bruxismo deve ser feito por uma abordagem multidisciplinar, pois não é o suficiente apenas tratar diretamente a questão dentária, se a saúde física e mental não estiver em dia, já que ela reflete diretamente na piora da disfunção. Inclusive, recomenda-se tratamentos mais conservadores, pouco invasivos e mais seguros para o bruxismo, com o paciente sendo acompanhado por uma equipe multidisciplinar, tendo como objetivo a restituição da qualidade de vida dele.

Sozinho, para evitar a piora na disfunção, o paciente pode ficar mais atento e tomar cuidado para não apertar os dentes. Também existe a possibilidade de uso de placas miorrelaxantes, tanto para o período diurno quanto noturno. Mas nada substitui ajuda especializada.


Especialize-se!

O bruxismo é uma disfunção bastante comum, que atinge cerca de 30% da população mundial e 40% dos brasileiros, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Ou seja, existe uma demanda significativa por parte dos pacientes. Por isso, o cirurgião-dentista precisa estar atualizado para melhor atendê-los. 

O Instituto Odontológico das Américas (Rede IOA) é responsável por capacitar cirurgiões-dentistas para atenderem pacientes com as mais variadas demandas odontológicas. O bruxismo, inclusive, é tema de um dos próximos cursos oferecidos pelo instituto. 

A imersão da temática está marcada para o dia 10 de outubro e terá como ministrante a Dra. Adriana Lira Ortega. Ela é pós-doutora em Patologia Bucal, doutora em Ciências Odontológicas pela FOUSP, mestre em Morfologia pela UNIFESP, especialista em Odontopediatria e também em Odontologia para Pacientes com Necessidades Especiais. Ficou interessado? Saiba mais detalhes e se inscreva clicando aqui.

Além disso, uma ferramenta que pode ajudar no alívio das dores do paciente com bruxismo é a harmonização orofacial. A toxina botulínica, usada bastante do tratamento estético, ao ser aplicada nos músculos da mastigação, masseter e temporal, ajuda a aliviar a tensão, diminuindo os efeitos da disfunção. 

A Rede IOA também oferece em suas unidades a especialização em harmonização orofacial, que tem como intuito de ensinar as técnicas mais modernas e preparar os profissionais para executarem esses procedimentos estéticos de forma segura. Saiba mais informações sobre este e outros cursos acessando nosso site.

Para ficar por dentro de novidades da Odontologia, não deixe de acompanhar nosso blog


Comentários