Máscara de proteção 3D: dentistas inovam no enfrentamento à Covid-19 com equipamento biodegradável


Foto do Arquivo Pessoal


Jovens dentistas brasileiros estão fazendo história no enfrentamento ao novo Coronavírus (Covid-19). Os doutores Igor Ribeiro e Liberato Sabóia criaram o protótipo de uma máscara feita em impressora 3D. Intitulada Personal 3D Mask, o equipamento é composto por filamentos derivados da casca de beterraba, o que proporciona uma alternativa inteiramente sustentável, além de otimizar a proteção individual contra a doença.

A máscara é projetada por escaneamento facial, feito em smartphone. O resultado é encaminhado para uma central de trabalho para análise da face escaneada e, em seguida, ocorre a projeção do item com softwares de imagem 3D. A entrega aos interessados não foge à risca: o material é enviado pela internet para que os próprios profissionais possam fazer a impressão.

Entre os benefícios do protótipo está o selamento, já que a máscara é confeccionada a partir do desenho do rosto, bem como a possibilidade de reutilização — mesmo sendo biodegradável, o material pode ser esterilizado até em autoclaves. A máscara 3D chega ao mercado para contornar o alto índice de materiais descartáveis em circulação e os altos preços, que atingem principalmente os profissionais de Saúde na linha de frente. Além disso, reafirma a importância da tecnologia 3D no exercício da Odontologia, uma realidade já presente em muitas especialidades ofertadas pela Rede IOA, como a atualização em Próteses Sobre Implantes no Fluxo Digital.

O que você achou desta inovação dos jovens dentistas? Como percebe que o conhecimento científico acumulado no campo da Odontologia pode ser útil no enfrentamento ao vírus? Compartilhe sua opinião conosco!

Comentários