7 dicas para otimizar seu estudo digital


O brasileiro tem aderido aos cursos de ensino digital gradativamente e o formato passou a ser aceito tanto quanto os modelos presenciais. O Censo da Educação Superior, realizado pelo Inep/MEC, aponta que as inscrições em cursos online têm crescido mais de 5% ao ano desde 2016. 

O Censo também aponta que, pela primeira vez na série histórica, foram ofertadas mais vagas online do que em cursos presenciais – 7,1 milhões contra 6,3 milhões.

Para muitas pessoas, estudar em casa já se transformou em um hábito. Porém, nem todos têm facilidade nisso. Durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), parte dos cursos da Rede IOA que eram em sala física passou a ser em formato digital. Para aqueles que começaram as atividades remotas recentemente e aos que já faziam os nossos cursos de educação digital, mas ainda não se habituaram ao modelo, criamos uma lista com sete dicas para ajudá-los a estudar em casa.   

#1 - Montar um cronograma com datas e disciplinas (ser independente, ter foco etc.)
É imprescindível haver organização para que você consiga estudar com o máximo de eficiência. Sejam duas ou seis disciplinas, é importante que você se organize e otimize o seu tempo, estabelecendo quais serão os dias e os horários em que você assistirá cada aula, quando fará os exercícios. Esperar ter tempo livre para realizar seus estudos é uma armadilha e você pode acabar se atrapalhando.

#2 - Evitar distração (celular no silencioso, desligar as notificações do computador etc.)
Você precisa encarar o ensino digital como se fosse uma sala de aula presencial. Por isso, manter o foco é imprescindível. Evitar distrações durante as aulas faz parte desse processo de concentração, portanto deixe o celular de lado (guarde-o em uma gaveta ou o deixe no silencioso), abra somente o material necessário no computador para estudar (caso o material não requeira Internet, coloque seu aparelho em modo avião), certifique-se que não haja nenhuma atividade em casa que interrompa seus estudos. Você pode colocar para tocar uma música relaxante quando os estudos não envolverem vídeos e áudios. No Spotify tem playlists específicas para esses momentos. 

#3 - Ambiente adequado, cuidado com a ergonomia
Estudar envolve rotina. Conciliando a organização e o foco, já citados, escolher um ambiente adequado para os estudos é essencial para o êxito da atividade. Opte por locais que não tenham circulação de pessoas, com o mínimo de interferências possível e bem iluminado. De preferência, escolha um cômodo que não seja atrelado a descanso, como o seu quarto. E mantenha sempre a organização deste cômodo, pois quando estamos em um local bagunçado, os índices de cortisol aumentam e, consequentemente, também os níveis de estresse, conforme aponta uma pesquisa da Universidade da Califórnia, em Los Angeles, nos EUA.

#4 - Faça exercícios sobre o tema estudado
Para fixar o conteúdo apresentado nas aulas e nos materiais didáticos, o aluno precisa fazer a sua parte. Não basta assistir e ler, mas também exercitar. Nunca deixe de fazer os exercícios requisitados em cada aula, pois as atividades ajudam na fixação da matéria. Como tudo na vida, a prática leva ao aprimoramento.  

#5 - Sempre tire suas dúvidas
Se está tendo dificuldades, não deixe de conversar com o seu professor para que elas sejam resolvidas. É natural ter dúvidas, mas é importante não as deixar para trás. Só as sanando você conseguirá aprimorar no que está estudando.

#6 - Vá além do que a matéria oferece
Os materiais dos cursos da Rede IOA são bastante ricos e nossos profissionais extremamente capacitados. Ainda assim, o curso de sua escolha não conterá todas as informações existentes sobre o tema abordado nas aulas. Portanto, ir além do conteúdo oferecido é recomendável para quem quiser complementar seu conhecimento sobre a temática e somente agregará ao profissional. Reportagens de portais de informação, artigos de especialistas e textos de blog podem ajudar a complementar o que você aprendeu, além de apresentar outros contextos e perspectivas.

#7 - Faça pausas
O cérebro consegue ficar focado em uma só tarefa durante um período estimado de 60 a 90 minutos. Portanto, para que os seus estudos rendam, é válido fazer pausas periódicas, de pelo menos 15 ou 20 minutos. Esta é a recomendação da Inc.Magazine. O aplicativo de rastreamento de tempo Desktime aponta que as pessoas mais produtivas passam 52 minutos trabalhando, seguidos de 17 minutos de descanso. Já Carla Tieppo, professora adjunta da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, explica que depois de 50 a 60 minutos a atenção de uma pessoa se esvai, e recomenda intervalos de 5 a 10 minutos após cada bloco de trabalho ou estudo.

Também está preocupado com a gestão do consultório?
Se além da rotina de estudos da especialização você também precisa se preocupar com a gestão do seu consultório ou clínica durante a pandemia, outro material que incluímos aqui no blog da Rede IOA lista dicas acima informações que podem ser úteis. Você pode acessar parte do material clicando aqui ou entrar em contato com nossa equipe para pedir o e-book digital completo.

Comentários