5 dicas para dentistas sobre o que fazer durante a crise da Covid-19


Entre as orientações estão uma análise da gestão das clínicas e consultórios, a realização de cursos on-line para capacitação e o uso do marketing digital como estratégia para alavancar os negócios

A proliferação da doença causada pelo novo Coronavírus (Covid-19) apresentou ao Brasil, assim como em todo o mundo, um cenário diferente do usual. A pandemia resultou em centenas de milhares de contágios, além de um número expressivo de mortes. Para contornar a situação, a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomendou o isolamento domiciliar, o que foi acatado pelas nações. O tempo em casa fez com que muitas rotinas fossem alteradas, o que não exclui o dia a dia dos profissionais da Odontologia. 

Para aproveitar o tempo livre, os profissionais podem focar em estratégias para seus negócios e capacitarem-se em cursos on-line. O Instituto Odontológico das Américas (Rede IOA) elenca cinco dicas para que odontólogos possam superar a crise e movimentar a carreira.

#1 Analise a gestão do seu negócio
O momento de crise requer dos profissionais de Odontologia que reavaliem a gestão dos negócios. Cabe aos gestores de consultórios e clínicas identificarem os pontos que precisam ser melhorados e elencar prioridades, além de determinar qual servidor irá realizar a tarefa e em qual prazo. Outro ponto importante é avaliar a lista de pacientes. Tente pesquisar sobre a sua clientela e entender o que ela espera dos seus atendimentos durante esse período. Uma boa pedida neste momento de isolamento social é capacitar-se em gestão, finanças, marketing ou vendas, a partir de plataformas on-line. Por fim, repense as questões financeiras. Veja suas metas para o próximo semestre, gastos que podem ser cortados e se há reserva no caixa. Isso irá evitar desconfortos ou pendências futuras.

#2 Capacitação on-line durante a crise
Muitas empresas aproveitaram o momento de isolamento social, que é a principal recomendação dos órgãos de saúde competentes, para lançar cursos on-line gratuitos ou com bons descontos. Assim, as pessoas aproveitam o tempo em casa para aprender sobre novos assuntos.

De 23 de março até o dia 3 de abril, são transmitidas 12 horas diárias de as aulas on-line, gratuitas e ao vivo no Congresso Internacional de Odontologia Online. A plataforma, criada pela Rede IOA com apoio do Instituto de Ensino Odontológico Online (iE20) e colaboração da empresa New On, é destinada para profissionais e estudantes de Odontologia que desejam se qualificar durante a quarentena voluntária.

Tem palestras sobre Odontologia Digital, com Christian Coachman; Periodontia, com Alexandre Teixeira Neto; Dentística, com Fábio Martins Salomão; Odontologia Esportiva, com Ana CLara Padilha; Odontopediatria, com Tássia Silvana Borges; entre outros temas com mais de 40 palestrantes reconhecidos no Brasil e no mundo.

Além de acompanhar ao vivo enquanto durar o Congresso, também é possível assistir as aulas anteriores, que ficam gravadas no site www.ci2o.com.br. 

#3 Use a tecnologia ao seu favor
Este é o momento para que os profissionais criem estratégias de marketing digital como forma de impulsionar seus negócios. Aproveite que neste período de isolamento social as pessoas estão em casa e use as redes sociais. Produza conteúdos e interaja com o público, tirando dúvidas, dando dicas ou compartilhando seu conhecimento. Para ficar ainda mais atrativo, monte um calendário de conteúdos que você considera interessante para as pessoas. Uma alternativa para facilitar o trabalho é programar publicações.

Além disso, amplie seus contato no Linkedin. Publique lá também seus conteúdos, interaja com os profissionais da área ou de segmentos do seu interesse. Lives no Instagram e podcasts também estão em alta: aproveite. Para sensibilizar as pessoas, divulgue o aplicativo “Coronavírus - SUS”. A plataforma, disponível para download nos sistemas iOS e Android, possibilita uma triagem virtual.

#4 Preste atenção no impacto da pandemia
Fique atento à economia do país. A crise mundial deve reduzir a demanda das exportações brasileiras, o que pode resultar o aumento dos valores de insumos importados. Outras áreas afetadas são as bolsas de valores; o PIB, cuja estimativa passou a ser de 2,1% para 2020; e fábricas brasileiras, que não recebem componentes de outros países.

A proliferação do novo coronavírus também pode resultar em transtornos psíquicos como ansiedade, ataques de pânico, medo, frustração e sensação de impotência. Seja para pessoas comuns ou profissionais da saúde. Fique atento aos impactos e aja, dentro das suas possibilidades, para reduzir os danos em sua prática e vida pessoal.

#5 Reforçe aos pacientes os cuidados de prevenção
O atual cenário mundial exige a compreensão de todos. Para diminuir os números de casos, as pessoas devem seguir as orientações dos órgãos competentes, que vão além do isolamento social e evitar aglomerações. Converse com seus clientes sobre a importância dos cuidados básicos. São eles:

– Lavar as mãos com água e sabão;
– Desinfetar as mãos com álcool em gel 70%;
– Ao tossir e espirrar, cobrir com a parte interna do cotovelo;
– Manter os ambientes da casa arejados;
– Cuidar da saúde bucal, o que evita a debilitação da imunidade.

Quando os atendimentos retornarem, desinfecte as superfícies de trabalho. Em caso de contaminação com sangue ou saliva dos pacientes, lave o jaleco com solução de hipoclorito de sódio ou Lysoform (roupas coloridas) por 10 minutos.

A Rede IOA lançou um e-book com as dicas acima e outras informações que podem ser úteis para os profissionais nesta crise. Entre em contato para pedir sua versão digital!


Comentários