Alinhadores: nova alternativa para tratamentos ortodônticos



Dr. Guilherme Thiesen, pós-doutor em Ortodontia pela Saint Louis University, EUA, palestrou no primeiro e maior congresso de alinhadores do país

Os alinhadores ortodônticos, aparelhos invisíveis e removíveis capazes de correções dentárias mais rápidas, são a aposta no mercado da Odontologia. Feitos de plástico, sem fios ou metais, os alinhadores permitem um tratamento menos doloroso e não interferem na estética da boca. O tratamento permite o avanço mandibular, alinhando e nivelando os dentes, sem causar danos à gengiva.

Por ser novidade, o tema foi motivo do primeiro congresso de alinhadores do país, o Aligners OrtoIntelligence Congress, que reuniu centenas de profissionais em Balneário Camboriú (SC) para discutir a técnica. O especialista Guilherme Thiesen, pós-doutorando em Ortodontia pela Saint Louis University, nos Estados Unidos, fez um panorama sobre os alinhadores e cirurgia ortognática. Ele acredita que a ferramenta não é mais uma perspectiva futura sobre os caminhos da Odontologia, mas sim uma realidade.

“Os alinhadores são uma ferramenta a mais que o ortodontista tem, dentro do seu arsenal ortodôntico, para movimentar os dentes. Uma prática que vai de encontro ao que o paciente deseja: higiene, conforto, discrição. Todos os profissionais estão se reinventando e quanto antes optarem pelos alinhadores irão se destacar no mercado e fidelizar mais clientes”, analisa. 

Apesar do crescimento na procura pela técnica, Thiesen acredita que os alinhadores não substituirão os aparelhos ortodônticos usuais. “O mercado é grande para ambos. Muitos tratamentos são híbridos, fixo e móvel. Eu, particularmente, uso recursos auxiliares como arcos linguais, barras expansoras, entre outros. Este é o diferencial. O ortodontista só precisa estar capacitado e bem treinado para adaptar isso a sua rotina clínica”, finaliza o especialista.

Comentários