IOA Palmas terá atendimento odontológico social para crianças

Procedimentos serão executados por alunos da pós-graduação de Odontopediatria a partir de janeiro. Projeto já acontece na unidade de Criciúma (SC)

Todos os atendimentos serão feitos pelos profissionais, em laboratório, durante as aulas práticas da pós-graduação


O Instituto Odontológico das Américas (IOA) de Palmas (TO) irá oferecer, a partir de janeiro de 2020, atendimentos odontológicos sociais para crianças entre zero e 12 anos. O objetivo é atender a demanda da comunidade que necessita e capacitar os alunos do curso de especialização em Odontopediatria ofertado pela instituição. A equipe da unidade, idealizadora do projeto, já iniciou as triagens dos pacientes para priorizar casos com maior necessidade.

Todos os atendimentos serão feitos pelos profissionais, em laboratório, durante as aulas práticas da pós-graduação. Entre os procedimentos estão tratamentos de canal e restaurações de dentes de leite, uso de flúor, escovação, limpezas, aplicação de aparelho ortodôntico ou apenas acompanhamento odontológico. As consultas serão semanais, seguindo a programação das disciplinas do curso, e o projeto contará com lista de espera. O único custo para os pacientes atendidos será de um valor simbólico pelos materiais utilizados nos procedimentos. 

“Queremos que o aluno da Rede IOA possa exercer e praticar todos os procedimentos que irá aplicar futuramente em sua clínica, além atender com excelência os pacientes que mais necessitam. As unidades públicas de saúde prestam uma assistência deficitária, que não é capaz de absorver toda a demanda”, declara a professora de Dentística e coordenadora da unidade de Palmas, Dra. Ana Luiza Vilas Boas Strang.

Os pais ou responsáveis legais interessados em cadastrar os filhos no projeto devem procurar as unidades - não é necessário comprovar renda familiar mínima. O IOA de Palmas fica no Capim Dourado Shopping, piso L2. 

Atendimentos sociais consolidados no IOA Criciúma



A unidade IOA de Criciúma (SC) oferece, há quase um ano, atendimentos odontopediátricos mensais totalmente gratuitos para 15 crianças e adolescentes de seis a dez anos, acolhidas pelas entidades Bairro da Juventude e Casa Guido. Os alunos do curso de pós-graduação acompanham todo o quadro das crianças, durante um ano, e realizam os procedimentos na clínica do instituto. Uma segunda turma também passará a atender a demanda neste semestre. “Apesar de ser uma instituição privada, precisamos dar um retorno para a cidade. Acredito que o projeto serve como exemplo para outras unidades”, declara o sócio-diretor do IOA Criciúma, João Cassettari Rupp.

Comentários